Viver é urgência! www.marcellossilva.com.br

quarta-feira, 27 de abril de 2022

Lançado "1º Prêmio Candango de Literatura" em Brasília


O Prêmio Candango de Literatura foi criado para enaltecer as manifestações literárias em todos os países lusófonos e difundir a riqueza e diversidade da língua portuguesa. A premiação foi instituída pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SECEC) do Distrito Federal, tendo como responsável-gestor o Instituto Cultural Casa de Autores, que atua promovendo a criação literária em seus mais diversos gêneros.

A figura do Candango, escolhida como símbolo desta iniciativa, nasce a partir da confluência de culturas que se encontraram em Brasília para a construção da nova Capital. A união destas vivências cunhou essa identidade, que historicamente traça laços com outros povos de língua portuguesa como: Portugal, Guiné-Bissau, Angola, Cabo Verde, Moçambique, Timor Leste, São Tomé e Príncipe, Guiné Equatorial.

Por meio do Prêmio Candango de Literatura, busca-se reforçar o intercâmbio entre escritores, leitores, livreiros e editores, consolidando e expandindo o mercado do livro em português.

REGULAMENTO

O 1º Prêmio Candango de Literatura destina-se à premiação de 6 (seis) obras literárias (livros), escritas em língua portuguesa, editadas e comercializadas em qualquer dos Países da Comunidade Lusófona no ano de 2021, nas seguintes categorias:


Melhor Romance;
Melhor Livro de Poesia;
Melhor Livro de Contos;
Melhor Livro de Autor Residente no Distrito Federal;
Melhor Capa;
Melhor Projeto Gráfico;
Além disso, serão premiados dois projetos que visem incentivar a leitura:
Melhor Iniciativa de Incentivo à Leitura (Geral);
Melhor Iniciativa de Incentivo à Leitura (PcD/Pessoa com Deficiência).

Os vencedores das categorias de Melhor Romance, Livro de Poesia, Livro de Contos e Autor Residente no DF receberão o equivalente a R$ 30.000,00 (trinta mil reais) cada. Para as categorias Melhor Capa e Projeto Gráfico o valor será de R$ 12.000,00 (doze mil reais), e de R$ 15.000,00 (quinze mil reais) para as categorias Melhor Iniciativa de Incentivo à Leitura Geral e PCD.

As inscrições são gratuitas e deverão ser realizadas do dia 27 de abril ao dia 26 de maio de 2022.

Leia o edital completo para saber de todas as condições.



sábado, 19 de fevereiro de 2022

Semana de 22 | O romper de uma aurora.

 


A semana de Arte Moderna, ocorrida entre os dias 13 e 18 de fevereiro de 1922 em São Paulo, foi um grito artístico que até hoje, cem anos depois, ainda o ouvimos. Que rompeu com a “estética artística” da burguesia europeia e deu liberdade às mais variadas manifestações de arte.

O que seria de nós, hoje, sem esse rompimento de outrora? Subserviente ainda ao crivo europeu de fazer, ver e sentir a arte? Mas o que é arte? O que é literatura? O que é poesia? Mato a paulada (metaforicamente) aquele/ela que tenta definir e, secamente, limitar em palavra ou gesto essa coisa que vai além. Parafraseando Mario Quintana, que a arte/poesia não se entregue a quem a definir.

O romper da aurora tupiniquim que é um clarão que liberta, mas também incomoda a elite, o tradicional, o conservador preso a idade média das ideias.

Salve Anita Malfatti, Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Di Cavalcanti, Menotti Del Picchia, Victor Brecheret, Heitor Villa-Lobos, dentre outro e tantos pela proposta transformadora da visão artística brasileira a partir de uma estética mais voltada aos aspectos nacionais, evocando assim, o entusiasmo a brasilidade na arte e substituindo o academicismo pela livre expressão modernista.

Salve, nova aurora. Liberdade é o nosso nome, ontem, hoje e além!

 

SILVA, Marcello.

www.marcellossilva.com.br